Avançar para o conteúdo principal

De "Cars" com Gary Numan


Considerado um dos pioneiros da electro-pop, Gary Numan, no final de 1979, deu a conhecer ao mundo o álbum “The Pleasure Principle” e o tema que iria para sempre associá-lo à New Wave, “Cars”.

Texto de Carmen Gonçalves

Numa evidente ruptura com as sonoridades da música punk que dominavam a época, este tema emergiu envolto de um tremendo sucesso, quer na Grã-Bretanha, quer nos Estados Unidos, dando início a uma nova era da música mais electrónica. 

Cars”, num sentido mais metafórico, contempla uma sociedade mecânica desprovida de interacção pessoal, de como as pessoas usam a tecnologia para se isolarem do contacto humano. E foi com base nesta visão, que Numan deixou de lado as guitarras, dando ênfase aos sintetizadores e evidenciando o seu lado mais vanguardista. 

Confirmou, assim, que a música electrónica tinha pernas para andar, e viria a influenciar boa parte da geração da New Wave e da Techno-Pop, dos anos 80 e 90. Numan viu ainda este tema a ser recriado por bandas como Nine Inch Nails, Hole, ou Fear Factory, tendo colaborado nesta última versão.  

Cars” viria a ser utilizado em alguns anúncios publicitários, bem como em algumas séries televisivas. Porém, é no anúncio deste ano a uma empresa norte-americana de baterias automóveis (Die-Hard Battery), que o génio criativo de Numan emerge mais uma vez.

 Através de um teclado ligado a faróis e buzinas de mais de vinte automóveis, toca a melodia deste tema, tudo alimentado por uma única bateria, remetendo este anúncio, para o vídeo-clip original de “Cars”.



Para recordar:

Comentários

Tecido Humano disse…
sugestão para um flashback:
http://senaotensmaisnadaparaouvir.blogspot.com/2010/11/beatles-yellow-submarine-1968.html

(não publiques o comment, é spam ;)

Mensagens populares deste blogue

Slimmy

Não faço as coisas para chocar”
Chama-se “Be someone else” o novo álbum de Slimmy. O músico garante que está mais maduro , mas que persegue com o trabalho a que estamos habituados. “Não faço as coisas para chocar”, avisa em entrevista ao jornal Metro.
Slimmy apareceu há dois anos no panorama musical português ,mas já deixou marcas, não só a nível musical (a sua música chegou a series de televisão como o CSI), mas também pela indumentária. Agora temos  “Be someone else” para continuar a história. 
O álbum “reflecte o amadurecimento, uma maior estabilidade a nível mental. Embora mantenha a minha irreverência”, explicou o músico ao jornal Metro. Slimmy garante, contudo, que o que importa é “fazer músicas que as pesssoas possam cantar e letras que as pessoas possam entender. Não faço as coisas para chocar”, garante.
As músicas reflectem experiências do dia a dia de Slimmy. “Há uma balada , “I can´t live without you in this town”, que é dedicada a uma rapariga do Texas que conheci em 2004,…

Temos uma nova casa...Visitem-nos!

São quase 8 anos desta vida sonora. E ainda bem.
Em honra ao primeiro nome deste media, o eterno Som à Letra, criarei uma rubrica, na Scratch Magazine.

Por enquanto estamos a reunir arquivo mas contamos convosco. No âmbito da tese de mestrado vão ser analisados os anos I e II da publicação , que podem ser encontrados neste blogue e em cibersomaletra.blogspot.pt.

Para continuar a seguir a nossa "história" basta seguir o seguinte link:

scratchmag.org

Freddy Krueger

Pesadelo em Elm Street regressa aos cinemas
Nos anos 80, o imaginário de muitos adolescentes era atormentado por um homem que lhes  aparecia nos sonhos  e se tornava o maior pesadelo mortal de sempre. Chamava-se Freddy Krueger. Em 2010 está de volta para nos tirar o sono. E não é fruto da nossa imaginação.



A personagem criada por Wes Craven (que não aprovou este regresso), volta ao cinema neste remake do primeiro filme da saga, de 1984.  
Mais uma vez a história repete-se. Pesadelo em Elm Street acompanha os adolescentes Nancy, Kris, Quentin, Jesse e Dean, que vivem em Elm Street.
Durante a noite, todos têm tido o mesmo sonho sobre um homem com uma camisola vermelha e verde, um chapéu velho, uma cara desfigurada e uma luva com lâminas. No sonho ouvem uma assustadora voz, que chama por eles.
Depois da morte do primeiro adolescente percebem que o que acontece nestes pesadelos acontece na vida real. Por isso vão fazer todos os esforços para não adormecer e tentar descobrir por que fazem par…